quarta-feira, 4 de junho de 2008

Legalizar uma empresa é um problema

Para o empresário legalizar o seu negócio há todo um trâmite legal pelo qual ele deve passar nas três esferas de governo (Federal, Estadual e Municipal). Burocracia que sempre favorece a corrupção no Brasil. São tantos papéis, taxas, obrigações... Que desestimula o crescimento e o desenvolvimento do País. Existem alguns projetos para diminui-las, mas infelizmente ainda poucos são concretizados. No geral os empresários tem que passar por essas etapas: Decisão da Natureza Jurídica Consulta Comercial Busca de nome e marca Arquivamento do contrato social/Declaração de Empresa Individual Solicitação do CNPJ Inscrição Estadual Alvará de licença e Registro na Secretaria Municipal de Fazenda Licença sanitária Matrícula no INSS.

1) Decisão da Natureza Jurídica

A legislação brasileira contempla várias naturezas jurídicas, mas três delas são as mais utilizadas:

Empresário

É constituída por apenas uma pessoa que se responsabiliza individualmente pelo negócio. A desvantagem é que a pessoa física e a pessoa jurídica se confundem aos olhos da lei, ou seja, a pessoa responde legalmente até com o patrimônio pessoal pelas obrigações da empresa.

Sociedade por Responsabilidade Ltda

Deve ser constituída por, no mínimo, duas pessoas físicas ou jurídicas, que solidariamente se responsabilizam (de acordo com o que for estabelecido em contrato) pelo negócio;

Sociedade Simples

É constituída por, no mínimo, duas pessoas físicas, que exercem profissão intelectual, de natureza científica, literária ou artística e pertencem à mesma categoria de profissionais liberais.

2) Consulta Comercial

Finalidade

A consulta comercial tem como finalidade a aprovação, por parte da Prefeitura Municipal, do local de funcionamento da empresa. Para tanto, verifica-se a conformidade, em termos legais, das atividades a serem desenvolvidas com a área (bairro, rua, avenida) onde a empresa será instalada.

Órgão responsável Prefeitura Municipal Secretaria Municipal de Urbanismo Documentação necessária Anexar cópia do carnê de IPTU do local pretendido Informar Área do estabelecimento em m² Atividade a ser desenvolvida no local .

3) Busca de nome e marca

Finalidade Verificar se existe alguma empresa registrada com o nome pretendido e a marca que será utilizada. Órgão responsável Junta Comercial ou Cartório (no caso de Sociedade Simples) e Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) Documentação necessária Para a busca de nome e marca: Formulário próprio (Junta Comercial) preenchido com três opções de nome. Para verificação da marca no INPI, pode-se fazer a consulta pela internet no site www.inpi.gov.br.

4) Arquivamento do contrato social/Declaração de Empresa Individual

Finalidade Registrar o contrato social. Verifica-se, também, os antecedentes dos sócios ou empresário junto a Receita Federal, através de pesquisas do CPF. Órgão responsável Junta Comercial ou Cartório (no caso de Sociedade Simples) Documentação necessária.

Para registro e arquivamento do contrato social Contrato Social ou Declaração de Empresa Individual - assinado em 3 vias Cópia autenticada do RG e CPF dos sócios Requerimento Padrão (Capa da Junta) em 1 via Cópia autenticada do RG do elaborador do contrato, quando Microempresa Cópia autenticada da OAB, quando necessário Pagamento das guias através de GRP e DARF.

5) Solicitação do CNPJ

Finalidade Incluir a empresa no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) Órgão responsável Receita Federal Documentação necessária Deve ser preenchido um formulário de CNPJ, via internet, disponível no site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br) e enviado à mesma, após, deverá ser impresso, assinado pelo administrador e reconhecido firma do DBE (documento básico de entrada) que anexado a uma cópia do contrato social autenticado deverá ser entregue à Receita Federal, para obtenção do CNPJ.

6) Inscrição Estadual

A Inscrição Estadual é obrigatória para empresas dos setores do comércio, indústria e serviços de transporte intermunicipal e interestadual. Também estão incluídos os serviços de comunicação e energia. Finalidade Obter a inscrição no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) Órgão responsável Receita Estadual; Agência de Rendas Documentação necessária Comprovante de endereços dos sócios, cópia autenticada ou original Cópia autenticada do contrato de locação do imóvel ou escritura pública do imóvel; - quando for o caso Cópia do contrato social; Cópia do CNPJ Certidão de casamento e cópia autenticada do RG e CPF do cônjuge e filhos menoresCópia do alvará de licença RG e CPF dos sócios.

7) Alvará de licença e Registro na Secretaria Municipal de Fazenda


Finalidade Licenciamento para desenvolver as atividades no local pretendido. Liberação da inscrição municipal (ISS). As empresas e os profissionais autônomos, que praticarem atividades de prestação de serviços de qualquer natureza, estarão obrigados a se cadastrar no município Órgão responsável Prefeitura Municipal Secretaria Municipal da Fazenda Documentação necessária Preenchimento do formulário próprio (Prefeitura); Consulta comercial aprovada Cópia do CNPJ Cópia do Contrato Social Laudo do corpo de bombeiros, quando for o caso Laudo da vigilância sanitária, quando for o caso E outros documentos específicos pedidos na consulta comercial, quando necessário.

8) Licença sanitária

Finalidade Comprovar que a empresa está em condições para funcionar dentro dos padrões de higiene e saúde Órgão responsável Prefeitura Municipal Documentação necessária Cópia do contrato social Cópia do CNPJ Cópia do atestado de viabilidade, aprovado na consulta comercial.

9) Matrícula no INSS

Finalidade Quando o sócio não tem registro no INSS, deverá providenciar após a abertura da empresa Órgão responsável INSS - Instituto Nacional de Seguridade Social; Divisão de Matrículas Dependendo da atividade a ser desenvolvida, haverá necessidade, ainda, de requerer laudos de outros órgãos municipais, tais como: Secretaria de Meio Ambiente Secretaria de Desenvolvimento Urbano Corpo de Bombeiros Secretaria de Vigilância Sanitária É muito importante consultar a legislação que diz respeito ao seu negócio para verificar quais os procedimentos necessários e se existe algum órgão público que exige autorização para funcionamento, pois muitos estados ou municípios podem ter diferentes especificações sobre alguns negócios.

Business

Seguindo todos os trâmites legais e cumprindo as exigências impostas pelas Instituições Públicas, o empresário consegue legalizar uma empresa em torno de 45 a 60 dias, enquanto nos EUA a média cai para 24 horas. No Brasil existem muitos cadastros, o brasileiro é viciado em Cadastro. É viciado em burocratizar o que é simples e fácil. Mas é como diz o velho ditado: "Onde tem a Burocracia, tem corrupção".

Veja Também: Fechar uma Empresa é outro Problema

1 comentários:

Anderson disse...

olá Emanuel... gostaria de comentar que se eu tivesse descoberto o endereço do seu blogger a mais tempo, não teria perdido a oportunidade de ter minha empresa aberta de forma correta, cai nas mãos de falso contador de um falso advogado e aluguei um estabelecimento de um pessimo proprietario, assim joguei todo meu dinheiro forar e não consegui abrir empresa nenhuma. Sigo com o plano de montar uma empresa, e gostaria de saber se: pode eu o dono da empresa tomar todas as providencias para abertura da empresa? e mais, implica em algo se a pessoa que vai abrir a empresa ou o socio terem restrições no cpf...? e o meu comentario a respeito do blogger e que ele para min esta sendo tudo de bom para min, já faz parte dos meus favoritos.

espero muito um contato seu emanuel.

msn: sucessopassoapasso@hotmail.com
skype: anderson.costa.de.barros
E-mail: sucessopassoapasso@yahoo.com.br
Tel: (021) 3521-6893 / 8627-8356

Ass: Anderson Costa de Barros